Osterkamp

Não existe beleza sem postura

A beleza é uma indústria muito forte no mundo, ache alguém que diz que não quer mudar nada em seu corpo, ou outra pessoa que diz que não se importa com o impacto da velhice em seu rosto, e com certeza pode ter encontrado um mentiroso. Isso demonstra o quanto essa visão em busca de um corpo perfeito permeou nossa sociedade. É importante entender que a beleza que não respeita a saúde de nosso corpo não é beleza, é enganação.

Autoestima e equilíbrio

Respeitando nossos limites é compreensível que uma pessoa tenha alguma insatisfação estética com seu corpo, e que de alguma maneira queira corrigi-la, seja por dieta, exercícios, ou até mesmo em alguns casos a cirurgia plástica. Todos devem conhecer a máxima de que com moderação e equilíbrio, nosso corpo consegue ser respeitado sem riscos a saúde, sendo a autoestima uma parte importante de nossa saúde.

Foque no que realmente importa para sua saúde

Porém essas buscas costumam ser de um ponto de vista anatômico mais externas do que internas. Como assim? Imaginemos nosso corpo como um complexo sanduíche, com diversas camadas de tecidos deveras importantes. Normalmente a cirurgia plástica e a dieta vão se focar muito mais nas camadas de gordura, tirando excessos, ou em outros casos adicionando próteses, tornando o corpo mais simétrico ou definido, porém pouco se busca para tentar corrigir alterações mais profundas.

Cuide de sua postura

A postura é uma palavra simples, porém composta por diversos mecanismos diferentes. A postura é o correto posicionamento de nossos ossos em diversos movimentos do dia a dia, ossos que são mantidos em suas posições pelos músculos e ligamentos, que por último são ativados por nervos que recebem comandos de nosso cérebro.

Logo, uma sequência em cascata, por motivos de fraqueza muscular (onde exercícios podem influenciar) ou até mesmo um vício de postura, podemos ter uma redução de lordose (a curvatura natural da lombar) que iria diminuir a aparência de nosso glúteo. Uma anteropulsão do quadril (quando nosso quadril parece ter sido empurrado para frente) que nos deixaria com uma barriga aparentemente maior, e até mesmo uma queda dos ombros a frente, que nenhuma prótese de silicone conseguiria ser vista se tal postura for mantida.

Mas, e a cirurgia?

Com uma má postura onde o quadril está caído para frente e com uma região abdominal relaxada, se fortalece um aspecto de corpo fraco, pois é uma posição que solta o peso do corpo mais nas faces articulares do que nas estruturas musculares do corpo. Uma correção cirúrgica nesse cenário pode criar um problema maior no futuro por sobrecarregar um corpo que se encontra fraco e mal alinhado. Em alguns casos antes de se submeter à uma cirurgia, é importante que seja feito um trabalho de reforço muscular e alinhamento da postura, para ver a real necessidade de uma cirurgia onde muitas vezes não é necessária, ou em outros momentos não tão intensa.

Em outras palavras, um corpo desalinhado pode aparentar um aspecto que não é real, e uma busca por solução do mesmo em cirurgias não deveria ser a primeira opção, mas a última. Antes de vermos o que nosso corpo poderia receber para ficar mais belo, deveríamos ver como deixá-lo mais saudável, e com essa saúde retomada ver como a postura melhora não só o bem-estar físico, mas o estético.

Assinatura William Osterkamp Reabilitando Limites

Deixe um comentário.

Sobre Nós

O corpo humano não se acostuma em ficar parado. Independentemente de sua limitação, nosso corpo é feito para se movimentar. Tornar isso possível é o trabalho da Osterkamp.

Instagram
The access_token provided is invalid.
Siga-nos