Osterkamp

Se um tá bem, todos estão

Tem algo que precisamos falar, podem me acusar de comunista, mas saúde é coletivo.

Eu sei, eu sei, a sua vida tá difícil, eu entendo, a minha também.

É tanta correria, tanta obrigação, que mal dá tempo pra saber da gente, e dos que são próximos e queridos.

Mas isso tá errado, vivemos em sociedade, composta por partes diversas mas importantes.

O que diabos isso tem a ver com a minha própria saúde?

Como eu sempre gosto de dizer: vamos lá para o início.

O humano caçador que vivia feliz e saudável vivia em bando.

Amigos, parentes, todos um pequeno grupo coeso, caçavam juntos, corriam juntos, viviam juntos.

A saúde do bando era também a saúde individual, então quando um estava doente, todos sofriam, e todos ficavam doentes juntos.

Vivemos num tempo moderno, de individualidades, mas hoje, cada um de nós é dependente de um número de pessoas bem maior do que no passado.

Toda a comida, conforto, roupa, tecnologia e informação vem de um grupo enorme de pessoas.

Então, quando alguém do grupo para de contribuir, todos sofrem juntos.

Tá, lindo, e o que eu faço com essa informação?

Não sei.

Não sei se alguém sabe, mas o que eu sei, é que sozinho não se faz nada hoje em dia.

Mas como profissional da saúde, eu lhe digo e lhe peço:

Pense, e veja como funciona a comunidade a sua volta.

Pense e reflita como pessoas dependem do seu trabalho, e vice-versa.

Pense e analise, como pode fazer o bem na sua comunidade, apenas vivendo de outra maneira.

Se você pode, doe comida, dinheiro ou roupa, procure entender o que pode estar faltando para pessoas na sua comunidade.

Converse e faça parte, escute e seja membro ativo, pois é apenas participando e interagindo, que uma comunidade é saudável

A saúde mental hoje é sempre tópico de qualquer profissional da saúde hoje em dia.

Mas ninguém fala que a ausência de contato comunitário é grande causa desse problema.

Saiba que ajudar também é remédio para as próprias doenças.

*Este texto foi escrito antes do dia 21 de junho e antes da determinação do prefeito Marchezan de fechar os serviços não essenciais. Acreditamos na prevenção da transmissão de mais casos do Covid-19, e gostaríamos de salientar que podemos continuar ajudando nossa comunidade sem expor ninguém a riscos.

Assinatura William Osterkamp Reabilitando Limites

Deixe um comentário.

Sobre Nós

O corpo humano não se acostuma em ficar parado. Independentemente de sua limitação, nosso corpo é feito para se movimentar. Tornar isso possível é o trabalho da Osterkamp.

Instagram
The access_token provided is invalid.
Siga-nos